Notícias › 03/02/2017

Postulantado: um ano para pedir com insistência

guara_010217_2

Moacir Beggo

Guaratinguetá (SP) – Se algum dos dezoito postulantes que foram acolhidos nesta quarta-feira no Seminário Frei Galvão desta Província Franciscana da Imaculada Conceição tivesse alguma dúvida sobre o Postulantado, com certeza não teria mais depois de ouvir o Ministro Provincial, Frei Fidêncio Vanboemmel, que fez mais do que uma reflexão, mas deu uma verdadeira aula sobre esta etapa formativa.

“Ser postulante significa o quê? Postular. Postular significa o quê? Pedir insistentemente. Não é apenas o pedido que vocês fizeram hoje de manhã aos confrades e irmãos aqui presentes, mas esse pedido insistente se dá ao longo desse tempo de Postulantado. A quem vocês vão pedir? Não é a mim, não é ao guardião Frei João, não é ao mestre, muito menos à Fraternidade. Vocês vão pedir insistentemente, abrindo seus corações, a Deus para viverem plenamente esse ano de graça e de bênçãos”, reforçou Frei Fidêncio, acrescentando que desta forma todos os dezoito estarão no final do ano vestindo o hábito franciscano em Rodeio.

Os jovens Daniel Maciel, Davi Santos Silva, Éverton Junior Goschel Brito, Francisco Teixeira Júnior, Franklin Mateus da Costa, Gabriel Antônio Barão, Gabriel Nogueira Alves, Guilherme Plotegher Neto, Josiélio da Silva Oliveira, Lucas Moreira Almeida, Lucas Saraiva, Marcelo Tadeu S. Cardoso, Ramon Veloso da Silva, Roberto Almeida de Jesus, Roberto Rocha da Silva, Sérgio Hide Honna, Thierry Melo de Paula e Yves da Costa Bernardes foram acolhidos durante a Oração da Manhã, apenas na presença da Fraternidade Local, dos frades do Seminário São Francisco de Ituporanga e de frades de toda a Província.

guara_010217_3

Frei Fidêncio começou a sua reflexão destacando as frases do comentário inicial feito por Frei Robson Scudela, que acompanhou esses jovens como orientador na etapa anterior no Seminário de Ituporanga : “Aqueles que desejarem ter conosco sejam recebidos benignamente…” e “o postulantado é tempo de abrir o coração e escutar a Deus”.

Segundo o Ministro Provincial,  esta etapa é um tempo para firmar a própria escolha. “Quem de vocês tem clareza absoluta? Eu creio que todos vocês têm clareza absoluta, mas ao mesmo tempo dúvidas vão surgir, questionamentos vão aparecer. Por isso, esse tempo é o de firmar a própria escolha, que se fortalece na medida em que se coloca o coração na escuta constante em Deus”, detalhou Frei Fidêncio.

“Francisco não tinha certeza, não tinha clareza, mas simplesmente sempre se colocava de novo na escuta de Deus. Abria as páginas do Evangelho para lhe pedir: ‘Senhor que queres que eu faça?’. Esse é um caminho de conversão que implica num fortalecimento cada vez maior, como também foi lembrado hoje, da graça batismal. E a graça do batismo não é uma graça estática na vida do cristão. A graça do batismo, para ser plena,  é sempre dinâmica. E as pessoas, ao longo da vida, vão dando as respostas a essa graça batismal mediante a vocação: vocação matrimonial, vocação sacerdotal, vocação para a vida religiosa e tantas outras formas de vida que o Espírito Santo de Deus sempre inspira dentro de sua Santa Igreja”, acrescentou o celebrante.

guara_010217_4jpg

“Também foi dito que o Postulantado é um tempo para se identificar com o caminho a ser percorrido. Identificar-se, portanto, nessa vocação franciscana. Aqui pertinho de nós, temos os Redentoristas em Aparecida; os salesianos em Lorena;  e outras congregações. Aqui, em Guaratinguetá, temos a vocação franciscana com sua mística própria. E para se identificar nesse caminho, como São Francisco de Assis, devem abrir o coração para escutar Deus”.

Depois, Frei Fidêncio lembrou o quanto é bonita a fórmula que o jovem postulante recita durante o rito: “Eu, [fulano de tal], de livre e espontânea vontade… ” Ou seja, apresentam-se de livre e espontânea vontade para serem postulantes dentro da Ordem Franciscana, uma Ordem religiosa específica com 800 anos de história. “Postulantes que aqui não são recebidos benignamente por mim, mas pelo próprio Seráfico Pai São Francisco, que se alegrava quando chegavam irmãos para conviverem com ele o mesmo projeto evangélico”, emendou, animando-os  a não desistirem diante das primeiras dúvidas e incertezas.

francisco_010217“Então, ao longo do ano vocês vão postular no ofício divino, postular na oração, postular com insistência nos encontros formativos, na convivência fraterna, no relacionamento com a comunidade, com o povo de Guaratinguetá, com os frades que por aqui passam, vão postular com tantos e tantos romeiros de Frei  Galvão. Ou seja, existem tantas formas onde você vai mostrar o que significa ser postulante”, ensinou, alertando que postular significa, em primeiro lugar, comprometer-se com pedido e, em segundo lugar, implica num querer. “Querer viver o santo Evangelho na disponibilidade, na alegria para o serviço a Deus e aos irmãos. Significa identificar-se cada vez mais, franciscanamente, com o santo Evangelho de Nosso Senhor Jesus Cristo e querer se comprometer com esse Santo Evangelho”, insistiu.

“Depois vocês falaram que querem estabelecer esse pacto com o Ministro Provincial. Não é apenas um pacto civil, um contrato civil que vocês assinam, mas mais do que isso é um pacto sagrado que vocês querem estabelecer com a nossa Província Franciscana da Imaculada Conceição, dentro da qual vocês querem sonhar, viver a vocação e a missão evangelizadora”, acentuou.

Depois dessas reflexões, Frei Fidêncio perguntou: “Parece que o peso recai somente sobre vocês?” e respondeu que a responsabilidade e o compromisso são de todos nós. “Nós os acolhemos benignamente, os acolhemos como Fraternidade de Guaratinguetá, Seminário Frei Galvão, os acolhemos como Província e os acolhemos como Ordem. E nós podemos dizer a vocês, como Igreja e Ordem: ‘vinde e vede!’ O que vocês vão ver? Essa realidade aqui, essa casa, esses espaços, tudo o que acontece aqui, os irmãos que não são os mais santos, mas também não são os piores pecadores, irmãos que Deus coloca ao nosso lado, que também estão na busca do mesmo ideal, da mesma vocação. Vinde e vede. Então é o Senhor que faz o convite”, ressaltou, dizendo que era uma alegria para a Província e para a Ordem acolher a eles. “Nós os acolhemos com tanta alegria para vivermos, juntos, a partir do Evangelho, uma missão evangelizadora. E nos alegramos e acolhemos com benignidade e alegria”.

tausOs dezoito foram chamados e apresentados ao Provincial pelo guardião e Definidor Frei João Francisco da Silva. Interrogados pelo Ministro Provincial, eles fizeram o pedido para ingressarem neste tempo da formação e ouviram esta resposta: “Com as palavras de Jesus vos recebo, dizendo ‘Vinde e vede’! De bom grado vos acolhemos nesta casa de formação para o tempo do Postulantado. Aqui podereis discernir com clareza a vossa vocação e fazer a experiência da nossa vida de fraternidade e de minoridade a serviço da Igreja”. Depois, ajoelhados, rezaram a Oração de São Francisco diante do Crucifixo de São Damião e receberam o Tau e a bênção de Frei Fidêncio.

Concluindo, ele comprometeu-se com eles ao confiar à Fraternidade formadora do Seminário Frei Galvão, a missão de ajudá-los a discernir, a fazer a experiência de fraternidade e minoridade na Ordem dos Frades Menores. “Eu creio que esta é a grande tarefa deste ano no Postulantado. Vocês vão postular e a Fraternidade aqui presente vai ajudar nesse pedido insistente”, finalizou, chamando à frente do altar da capela os frades que compõem a Fraternidade formadora: Frei João Francisco, o guardião; Frei Jeâ Andrade, o mestre; Frei Leonir Ansolin, vigário da casa; Frei Airton da Rosa Oliveira e os dois novos frades: Frei Mário Stein, que veio da Fraternidade de Colatina, e Frei Walter Hugo de Almeida, que veio da Fazenda Esperança.

OS POSTULANTES: (da esq. para dir.) – Davi Santos Silva, Francisco Teixeira Júnior, Gabriel Antônio Barão, Guilherme Plotegher Neto, Lucas Moreira Almeida, Marcelo Tadeu S. Cardoso, Roberto Almeida de Jesus, Sérgio Hide Honna, Yves da Costa Bernardes, Thierry Melo de Paula, Ramon Veloso da Silva,  Lucas Saraiva, Josiélio da Silva Oliveira, Gabriel Nogueira Alves, Franklin Mateus da Costa, Éverton Junior Goschel Brito e Daniel Maciel.

postulantado-3   postulantado-5  postulantado-6  postulantado-7  postulantado-8  postulantado-9  postulantado-10  postulantado-11  postulantado-12  postulantado-13  postulantado-14  postulantado-15  postulantado-16  postulantado-17  postulantado-18

IMAGENS DA ADMISSÃO DOS POSTULANTES DURANTE A ORAÇÃO DA MANHÃ

postulantes-1  postulantes-2  postulantes-3  postulantes-4  postulantes-5  postulantes-6  postulantes-7  postulantes-8  postulantes-9  postulantes-10  postulantes-11  postulantes-12  postulantes-13  postulantes-14  postulantes-15  postulantes-16  postulantes-17  postulantes-18  postulantes-19  postulantes-20  postulantes-21  postulantes-22  postulantes-23  postulantes-24 postulantes-25  postulantes-26  postulantes-27  postulantes-28  postulantes-29  postulantes-30  postulantes-31  postulantes-32  postulantes-33  postulantes-34  postulantes-35  postulantes-36  postulantes-37

Deixe o seu comentário





* campos obrigatórios.