Notícias › 21/10/2019

1º Encontro de Cantos Franciscanos em Guaratinguetá

Com a missão de contagiar as comunidades e evangelizar através dos cantos do carisma franciscano, Frei Ademir José Peixer e Frei Florival Mariano de Toledo estiveram no Seminário Frei Galvão em Guaratinguetá para coordenarem o 1º Encontro de Cantos Franciscanos entre os dias 18 e 20 de outubro tendo como tema “Francisco de Assis: Cantor do Evangelho”.

Os participantes aprenderam, de forma descontraída, ao longo dos três dias: técnicas vocais de aquecimento, ritmo, acentuação e afinação. Além, é claro, de algumas músicas do vasto repertório de cantos e hinos franciscanos. Deu-se, contudo, destaque às missas de São Francisco, Santa Clara e Nossa Senhora dos Anjos, para a festa da Porciúncula. A apostila contou também com a liturgia das supraditas missas, para se aprofundarem na espiritualidade, e textos do Papa Francisco.

O tempo, também, foi propício para um aprofundamento da missão dos cantores e instrumentistas, que nas palavras do Papa Francisco “expressam a alegria, a confiança, o arrependimento e o amor… O canto é uma linguagem que leva à comunhão dos corações”.  O espírito do texto levou-os a oração e reflexão.

Para a Maria Aparecida da Silva, conhecida carinhosamente por “Fiinha”, o curso foi uma ótima oportunidade de conhecer e se aprofundar ainda mais na vida de Francisco de Assis. “Eu venho todos os dias na missa do seminário frei Galvão, os freis e os postulantes me ensinam muitas coisas. Eu fiz o curso para poder conhecer um pouco mais da vida de São Francisco de Assis e, também, para cantar melhor na missa e nos ofícios do seminário” disse entre risos.

Elizabeth Monteiro Cesar conta que o encontro foi muito intenso. “Uma ótima oportunidade de fazer novas amizades e de conhecer muito mais da vida dos santos de Assis”. Segundo ela, os freis souberam passar com clareza e humildade os conhecimentos musicais que têm, e que são muitos. Espera ansiosamente por “outros momentos como este: momentos de Francisco, de Clara, de oração, de descontração e de convivência com os frades e postulantes”.

Encerrou-se o encontro de cantos com uma música que os participantes dedicaram aos frades. Esses se despediram com o enorme desejo de que cada participante se torne, como Frei Pacífico, um “Jogral do Senhor” evangelizando e propagando os louvores a Cristo em suas realidades ao modo do Santo de Assis.

Gilberto S. Costa Junior

Vinícius de O. Betim

Deixe o seu comentário





* campos obrigatórios.